quinta-feira, dezembro 07, 2006

Vereador Bruno Vitorino vota contra a subida de 7% no preço da água

No período da Ordem do Dia, o Vereador Bruno Vitorino votou contra a proposta relativa à actualização das tarifas do regulamento municipal de abastecimento de água e drenagem de águas residuais, por considerar que o aumento de 7 por cento nas facturas da água vai penalizar fortemente os munícipes barreirenses.

O Vereador Bruno Vitorino lembrou que há muito que defende que não devem ser os munícipes a pagar a falta de investimento do poder local, ao longo de décadas, em infra-estruturas de água e saneamento básico.

Bruno Vitorino defende a realização de estudos e a aprovação de planos, para que se possa calendarizar no tempo os investimentos relativos à recuperação de condutas de abastecimento de água, com vista a aumentar a eficácia e a diminuir a perda de água na rede, evitando ainda os sucessivos rebentamentos de condutas.

Os investimentos na construção do separativo de águas pluviais e domésticas nas condutas de saneamento básico deveria ser outras das medidas urgentes a adoptar pela autarquia.

O Vereador sublinha que se tais decisões não forem tomadas, serão os munícipes a ser penalizados com os aumentos sucessivos nas facturas a pagar.

Bruno Vitorino afirma que o pagamento da água devia ser feito por escalões independentes com vista a obtermos um sistema mais justo, devendo ser feito um estudo claro com vista a perceber os reais impactos desta medida junto dos consumidores e da própria autarquia.

O Vereador lamenta a decisão de aumentar em 7 por cento as facturas da água a pagar pelos munícipes, quando não há investimento nesta matéria por parte da autarquia.

A proposta de aumento das tarifas do regulamento municipal de abastecimento de água e drenagem de águas residuais e residuais sólidas foi aprovada por maioria com o voto contra do Vereador Bruno Vitorino e com os votos a favor dos Vereadores da CDU, do PS e do Vereador Independente.

1 Comments:

Blogger A-verdadeira said...

Vereador:

A maior parte dos Barreirenses viu com bons olhos o seu voto, contra o aumento das tarifas da água.
Como sempre são os pobres a pagar a factura e aumenta-se indiscriminadamente sem ter em atenção o princípio do utilizador/pagador.
Como disse, e muito bem, deveriam ser implementados escalões para não haver injustiças nos pagamentos.
Este aumento linear, sem atender aos que mais gastam, vai fazer com que quem não tenha automóvel nem jardim, pague pela lavagem e pela rega dos mesmos, o que é injusto.
Ou será que este aumento já foi feito a pensar no tal tanque de água que dizem ir ser construído naquela "cidade do cinema" (grande filme) que alguém inventou quando tentou ganhar as eleições autárquicas?

10:34 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home